segunda-feira, 13 de abril de 2009

Paços da Serra




Ainda não foram muitas as vezes que por lá me perdi mas já quase que chegam para encher uma mão.

Da primeira vez achei o caminho comprido, 4 horas de viagem é muito, é cansativo, as pernas ficam fartas de ir encolhidas e as costas doem...Normalmente fazemos a viagem de noite, não porque goste... simplesmente para aproveitar mais uma noite lá, já que é tão longe vamos aproveitar para ir "1 dia" mais cedo.

Não sei se vou conseguir descrever o sentimento que se vive lá pois é uma coisa muito genuína quase indescritivel. Os sentimentos têm muito peso, a religião é um modo de vida e um "Bem Haja" é um Obrigado.

À chegada é paragem obrigatória a padaria, a unica que lá existe, onde comemos pão acabado de fazer, quentinho :) que bem que sabe, com manteiga.. hummm e levamos para o pequeno almoço do dia seguinte, claro!!

Os dias são passados na casa dos tios e primos, onde temos sempre que comer qualquer coisa em todas as "paragens" se não o fizermos até pode ser uma ofensa, mas não há problema, queijo da serra, bolinhos, chá ou café caem sempre bem.

Sexta-feira à noite foi a procissão, não faltámos, pressinto que ninguém faltou, desde o mais novo ao mais velho... a banda também acompanhou, foi unico. Mas é assim mesmo nestes sitios onde parece que o tempo parou, onde parece que a unica crise é quando a geada queima a plantação ou a chuva não vem quando deve. Onde ainda se consegue viver um dia de cada vez, onde nos podemos esquecer da agitação do dia a dia, onde vemos histórias nas rugas de quem as conta....

Se tiverem 3 minutos passem neste site http://www.pacosdaserra.com/, se tiverem 3 dias passem por lá... vale a pena.